Domingo foi dia de voltar às competições, desde a terrível Corrida de São João em Junho. A escolha recaiu por uma das provas que já tem lugar (quase) fixo no meu calendário. Trata-se da 5ª Corrida do Porto de Leixões, com 10km corridos pelo meio do porto com partida e chegada no Terminal de Cruzeiros. Um cenário incrível que já se tornou num cartão postal de Matosinhos.

O objectivos para a 5ª Corrida do Porto de Leixões não podia ser outro que dar tudo por tudo! Foi sem dúvida um bom aquecimento para a Meia Maratona do Porto já no próximo fim-de-semana. Puxar pelas pernas (que têm andado um bocado preguiçosas nos últimos meses) e seguir um ritmo rápido mas sempre certo foi aquilo que me propus. Saí da prova bastante satisfeito com o resultado.

A foto da praxe depois da corrida
A foto da praxe depois da corrida

Ritmo na Corrida do Porto de Leixões a pensar na meia maratona

Apesar de ter piorado o tempo em cerca de 30 segundos relativamente a 2017, ainda assim o resultado deixa-me bastante motivado para a meia do Porto. Senti-me bastante mais relaxado na corrida do que tem vindo a ser hábito, talvez pelo facto de não me ter proposto a bater um recorde. Corri solto, corri sem pressão e sem pensar muito no relógio. foquei-me sim foi no ritmo que tentei que nunca subisse dos 4:20min/km a pensar prova do próximo domingo.

E atenção ainda faltou referir um dado bastante importante… É que na sexta foi dia de casamento por isso as pernas tinham em cima cerca de 10 horas em pé, com algumas de dança. O cansaço era algum e não sabia o que podia acontecer. Dormi muitas horas no sábado a pensar no máximo descanso possível. Por este motivo é que as expectativas não estavam muito altas e foi isso que me permitiu pensar menos em resultados e pensar mais na corrida. Algo que preciso treinar mais, claramente o corpo responde melhor quando a pressão por tempos não existe.

A corrida

Como sempre a parte pior da prova é a partida. A saída do Terminal é bastante estreita e boa parte dela é em paralelo. Isto faz com que a partida seja um pouco mais lenta. Além de ser mais difícil ultrapassar aquelas pessoas mais lentas que insistentemente se colocam bem lá na frente só para a fotografia. Um dia tenho de me debruçar sobre a temática aqui no blog porque confesso que é uma coisa que me tira um bocado do sério.

A maior parte da prova é feita em terreno plano, sendo a única excepção a subida para as “portagens” de entrada no Porto de Leixões. Por esse motivo é que lá pelo km 5 e 6 o ritmo baixa para 4:26min/km. Ainda assim uma subida curta e de pouca inclinação, que depois dos treinos na Serra da Estrela e no Gerês parecem “peanuts”.

O que mais me deixa satisfeito ao olhar para evolução da prova é claramente o ritmo mais ou menos constante. Tudo isto sem grandes loucuras iniciais nem perdas de ritmo na parte final. Até me arriscaria dizer que esta foi uma prova muito bem gerida. Isto é algo que será muito importante no próximo domingo e também no caminho para a quarta maratona lá para novembro.

Resultados na 5ª Corrida do Porto de Leixões

Tempo Oficial: 00:42:05

Tempo do Chip: 00:42:05

Classificação Geral: 209º

Classificação Geral Masculino: 199º

Classificação por Escalão: 44º

E aqui vos deixo o meu registo no Strava. Podem ir acompanhando também por lá os meus treinos, tal como no Instagram e no Facebook!

 

Galeria da 5ª Corrida do Porto de Leixões

Fiquem com algumas das fotografias desta prova da Eventsport, mais uma vez com o cunho da minha mãe Maria José Ortigão.

Abranda o ritmo e não te esqueças de me deixar o teu comentário