Nesta última semana e meia depois de correr a Maratona de Madrid (podem ler tudo sobre a prova nas partes 1 e 2 aqui no blog), tenho estado preocupado em recuperar as mazelas físicas e a pensar nos próximos desafios. Esta semana foi tempo de acertar o calendário de provas para os próximos meses.

 

Para quem não sabe quanto mais cedo forem feitas as inscrições, mais baratas elas ficam. Claro que estamos sempre sujeitos a azares ou possíveis conflitos de agenda, mas aqui o factor principal é poderes planear os teus treinos de acordo com o teu calendário de provas.

Desafios mês de Maio

O mês de Maio é a altura de uma das provas fixas do meu calendário: a Meia Maratona do Douro Vinhateiro da Running Wonders. É uma prova lindíssima (não tivesse ela a alcunha de “A Mais Bela Corrida do Mundo”) e que tem um ambiente espectacular e já não consigo faltar. A partida na Barragem de Bagaúste é simplesmente brutal e todo o percurso ao longo das margens do Douro são simplesmente de cortar a respiração (mesmo quando ela é tão importante para correr os 21km). Não tenho propriamente um objetivo delineado para esta prova, mas será sempre com a 1h30 em mente. O que vier será bom, porque o real desafio na meia maratona está agendado para Setembro. Mas já lá vamos!

 

Uma semana antes faço a minha estreia numa prova que já me tem aliciado há alguns anos. Trata-se da 5ª Corrida Fernanda Ribeiro, uma prova de 10km que se disputa nas ruas da Maia. Será um percurso de altos e baixos que servirá como um bom teste para o que vou ter de enfrentar duas semanas depois nas paisagens mágicas da Régua.

 

Correr junto ao Douro nos desafios de Junho

 

Mesmo com os dias a ficarem mais quentes o mês de Junho promete ser mais um mês de desafios nas estradas e sempre junto ao Rio Douro. Vai ser nas margens do rio que banha a Invicta que vou cumprir mais 36km de provas, com uma estreia e um regresso.

 

No Dia de Portugal, Camões e das Comunidades é dia de me aventurar numa porva que pode ser demoníaca se for corrida com temperaturas muito altas. Trata-se da Meia Maratona D’Ouro Run com 21km que unem Valbom a Esposade sempre ao longo do rio. Este promete ser o meu primeiro teste de fogo do ano na meia maratona e o primeiro ensaio para baixar a minha marca pessoal nesta distãncia. Aqui acredito que a forma já vai dar sinais claros das minhas capacidades físicas para voltar a quebrar a barreira da 1h30 (só consegui uma vez…um dia destes conto-vos como foi). Até lá vai ser preciso trabalhar muito no controlo do ritmo cardíaco e nas séries.

 

Uma semana depois é tempo de celebrar antecipadamente o São João, ainda não com os balões, mas com as sapatilhas nos pés! Este ano regresso à Corrida de São João do Porto, que este ano se muda para Vila Nova de Gaia. Infelizmente só dei conta da mudança do percurso depois de já estar inscrito. Confesso que nunca pensei que mudassem o percurso de local, tendo em conta a grande tradição desta prova na cidade do Porto. Ainda assim lá estarei, em jeito de preparação para a Meia Maratona do Porto que percorre também aquelas estradas.

 

Fica então aqui o resumo das próximas provas. Se também estiverem inscritos deixem nos comentários. Podemos sempre combinar encontrar-nos por lá!

 

Abranda o ritmo e não te esqueças de me deixar o teu comentário