Faltam apenas 4 dias para o culminar de três meses de treinos intensivos. Falta pouco para a terceira maratona da minha vida e a primeira prova internacional: a Maratona de Madrid. Muitos dias de sacrifício, de esforço, de trabalho e superação resumidos numa corrida de 42km e mais uns trocos (195 metros para ser mais preciso). Já estou a preparar as malas para rumar à capital espanhola e lembrei-me de partilhar convosco a minha “checklist maratona”. É uma lista com os 10 objetos que não podem faltar no dia da prova. Sem eles “morro”!!!

  • Sapatilhas
  • T-shirt Grinder Boys
  • Meias de compressão
  • Calções
  • Pins Dorsal
  • Relógio
  • Géis
  • Bolsa
  • Vaselina
  • Pomada

Sapatilhas

Pode parecer muito óbvio, mas as sapatilhas são o elemento que não pode falhar na CHECKLIST MARATONA. Foi com as minhas Adidas Ultraboost que treinei ao longo dos últimos três meses e é com elas e com mais nenhumas sapatilhas que vou correr os 42km de Madrid. Se material que é insubstituível são as sapatilhas e é por isso que vão comigo no avião! Tirem-me tudo menos as minhas Adidas

T-SHIRT GRINDER BOYS

Desde a participação na Meia Maratona de Lisboa de 2017 que uso em todas as provas que participo a minha camisla Grinder Boys, o nome de equipa que criei em conjunto com o Pedro e o André. Com um logo, grito de guerra e identificação personalizados já não vou a lado nenhum sem ela e já muita gente nos identifica na estrada por causa dela. We Grind We Run!!!

Meias de Compressão

As meias de compressão já me conquistaram há muito tempo e hoje já não sei correr em provas sem elas – por isso são peça essencial na minha CHECKLIST MARATONA. Não sei se é apenas um efeito psicológico, mas a verdade é que sinto as minhas pernas mais leves.  Na prova de Madrid vou usar umas novas meias até ao joelho da Compressport, compradas com tempo suficiente para serem testadas na estrada. Fica a DICA – Nunca experimentem material novo em provas…o resultado pode ser desastroso!

Calções

Já usei uma grande variedade de calções e calças nas provas mas hoje em dia, desde que a metereologia permita, prefiro usar os calções curtos. Além de mais frescos permitem uma maior liberdade de movimentos. Não tem nada que saber…conforto é tudo!

PINS

Desde a minha primeira prova que nunca me dei muito bem com os alfinetes para prender o dorsal. Acabava por rasgar sempre alguma parte e andava até ao fim da prova com o dorsal a baloiçar. Foi por isso que decidi ir à procura de uma solução que pusesse cobro ao meu problema. Bastou uma pequena pesquisa no Google para encontrar uns fixadores de plástico que facilitam muito a minha vida. Deixei de ter preocupações, além de os guardar bem e os levar sempre comigo para as provas. Mais um dos meus essenciais da CHECKLIST MARATONA.

Relógio

O relógio é uma peça fundamental da engrenagem e não pode faltar em dia de prova. É ele que me ajuda a controlar o ritmo e a saber em que momento é que devo puxar mais ou menos. Se tivesse voz certamente que ia andar sempre aos berros comigo a dizer: TIIIIIICAAAAAS ABRANDA QUE ESTÁS A CORRER A UM RITMO MUITO ELEVADO E DEPOIS VAIS SOFRER!!!. Eu continuo a fazer-lhe ouvidos moucos e geralmente é ele que tem razão (ahahahaha). Atualmente utilizo um TomTom Runner e devo dizer que estou muito satisfeito. Tem exactamente as funções que preciso para o dia-a-dia de treino. Simples e funcional.

GÉis

Os géis energéticos são também um elemento que já fazem parte dos obrigatórios da CHECKLIST MARATONA quando chega ao dia das provas e também dos treinos mais longos como aconteceu com a preparação para a Maratona de Madrid (ler parte 1 e parte 2 da preparação). São eles que me ajudam a manter os níveis de energia em alta durante os 42km de corrida e a não entrar em colapso físico. Como é que calculo o número de géis? Essa é uma resposta simples: geralmente levo para as provas um gel por cada 10km, ou seja para a maratona serão 4km…mas talvez leve um extra, só para o caso.

Bolsa

Mas afinal onde é que eu levo tanto gel nas corridas? Não não tenho bolsos para isso e portanto para transportar os géis utilizo uma bolsa elástica que fica colada ao corpo. Esta foi uma oferta na compra de bebidas isotónicas…e muito semples e cómoda. Fica colada ao corpo e por isso nem me lembro que a estou a usar durante a corrida, à excepção dos momentos de abastecimento!

Vaselina

Sempre que penso nas figuras que faço no meio da rua a pôr vaselina só me dá para rir e vem-me sempre à cabeça esse pelo slogan: “Com vaselina Maria Inês só me doeu da primeira vez”. No meu caso dói sempre que me esqueço de pôr vaselina…não durante a prova, mas depois. Sofro imenso com assaduras na zona da cintura e entre as pernas e a solução de muitos atletas é também a minha: VASELINA! Também é uma boa opção para proteger bolhas nos pés.

Pomada

Há sempre uma dorzinha ou outra que nos acompanha e por isso incluo sempre na minha CHECKLIST MARATONA a minha pomada anti-inflamatória. Pode também ser psicológico, mas prefiro acautelar e passar um bocadinho de pomada na zona queixosa. Desta forma evito ficar constantemente a pensar que dali vai surgir uma dor e que devia ter posto a pomada.

Estes são os elementos essenciais da minha CHECKLIST MARATONA. E vocês? O que não vos pode faltar nos dias de prova?

Partilhem comigo as vossas experiências e as vossas dúvidas nos comentários e já agora sigam-me no Facebook e no Instagram!

 

Abranda o ritmo e não te esqueças de me deixar o teu comentário